Bahia,
 
Página Inicial
Perfil do Velame
Adicionar a Favoritos
NOVAS OBRAS
 
Reportagens
Café das 6
Cinema
 
 
 
 

Enviado por Rafael Velame - 16.1.2019 | 0h25m
#Feira de Santana
Juiz suspende licitação de mais de R$ 70 milhões em Feira de Santana

O juiz Gustavo Hungria, da 2ª Vara da Fazenda Pública, suspendeu pregão presencial que aconteceria nesta quarta-feira (16), em Feira de Santana. A licitação tinha como objeto a contratação de empresa especializada em operação de logística para prestação de serviço às secretarias de Saúde, Educação, Desenvolvimento Social e Administração da Prefeitura de Feira de Santana. O valor estimado é de R$ 73.942.120,80. A ação foi proposta pela empresa Intermarítima Portos e Logísticas S/A, que alega indícios de vícios no edital, além de assinalar indícios de direcionamento da licitação à empresa Ponto Express Logística Ltda. Hungria determinou prazo de 10 dias para que o Governo Municipal se defenda das acusações.

 
 
 

Enviado por Da redação - 16.1.2019 | 0h11m
#Feira de Santana
José Ronaldo nega irregularidades em processo de licitação

Após o juiz Antonio Henrique da Silva, da 2ª Vara Criminal de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, aceitar uma denúncia do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) contra o ex-prefeito da cidade e candidato derrotado ao governo do Estado, José Ronaldo (DEM), o democrata foi a público para negar as irregularidades.De acordo com a denúncia de novembro do ano passado do MP-BA, Zé Ronaldo teria burlado a exigência de licitação em contrato realizado em abril de 2013 no valor de aproximadamente R$ 6,4 milhões entre a prefeitura e a Cooperativa de Serviços Profissionais Especializados em Saúde (Coopersade).

Veja na íntegra as justificativas:
 
Em vista da divulgação na imprensa de denúncia feita pelo promotor Thiago Quadros, alegando irregularidades na contratação emergencial de empresa efetuada no ano de 2013, para prestação de serviços na área de saúde neste município, a Secretaria de Saúde de Feira de Santana faz os seguintes esclarecimentos: Não há que se discutir a necessidade, à época, da contratação em regime emergencial, uma vez que se tratava da continuidade da prestação de serviços em área essencial à população, tais como Programa de Saúde da Família (PSF) e unidades básicas de saúde. Ao assumir o Governo, em 1º de janeiro de 2013, o novo gestor encontrou o contrato de prestação de serviços na área de saúde completando o ciclo de 70 meses de vigência. Respeitando orientação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que recomenda à administração pública não extrapolar os cinco anos de duração de um mesmo vínculo, o novo gestor municipal determinou abertura de processo licitatório, publicado no Diário Oficial da União em sua edição dos dias 2 e 3 de fevereiro daquele ano (portanto, apenas 30 dias após empossado), com o objetivo de contratar um novo prestador. Não por acaso, por determinação do gestor municipal, aquela seria a primeira licitação da administração que se iniciava, dado a necessidade e o interesse público. A nova administração, na verdade, determinou novos processos licitatórios para todos os contratos em vigor na Prefeitura, com o objetivo de reduzir valores praticados nas mais diversas prestações de serviços, o que se efetivou, representando economia de até 50% para os cofres públicos. A licitação, na modalidade de concorrência, foi marcada para o dia 7 de março de 2013. Porém, em vista de pedidos de impugnação, acolhidos pela Comissão de Licitações, a sua conclusão acabou não acontecendo. Erros técnicos foram detectados e a licitação foi revogada. Neste momento, a Secretaria de Saúde, diante da necessidade da revogação do processo, e ao mesmo tempo da manutenção dos serviços essenciais à comunidade, cumpriu a única alternativa razoável para o momento: a abertura de uma dispensa de licitação para contratação imediata e temporária. O Município, afinal, não poderia prescindir de profissionais enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas, técnicos em radiologia e tantos outros servidores sem os quais os serviços oferecidos seriam interrompidos. A Secretaria Municipal de Saúde efetuou a regular tomada de preços, junto ao mercado, obtendo as seguintes propostas, de três empresas: R$ 9.880.60188; R$ 6.639.058,02 e R$ 6.379.495,62, esta última, menor preço apresentado, consagrada vencedora, cumprindo período de abril a outubro de 2013. Valor rigorosamente igual ao praticado em 2012, último ano do contrato, sem qualquer correção monetária. Tão logo iniciou-se o período emergencial, a Secretaria de Saúde iniciou processo licitatório para contratação regular do serviço. Em cláusula, a administração determinou que o contrato de emergência seria interrompido automaticamente, mediante a conclusão da licitação e definida nova empresa prestadora. Tal licitação foi realizada, mas revogada em seguida em razão do envolvimento da empresa selecionada em denúncias apuradas pelas autoridades federais e amplamente divulgadas no programa “Fantástico”, da Rede Globo. A Secretaria de Saúde, mais uma vez em proteção ao direito do acesso do cidadão aos serviços de saúde, prorrogou por dois meses o contrato emergencial com a prestadora anterior . Antes mesmo de vencer os 60 dias, realizou novo processo licitatório, contratando duas empresas para a prestação dos serviços e assim encerrando definitivamente o contrato emergencial. No momento adequado, a Secretaria de Saúde apresentará toda a documentação necessária para comprovar a absoluta regularidade dos atos da administração e o interesse de salvaguardar o Município, em todo este processo.
 
 

Enviado por Da redação - 15.1.2019 | 5h24m
#Feira de Santana
Ex-prefeito vira réu por suspeita de burlar licitação

Um juiz da 2ª Vara Criminal de Feira de Santana decidiu aceitar a denúncia apresentada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o ex-prefeito da cidade e ex-candidato ao governo do Estado, Zé Ronaldo (DEM). Ele virou réu por suspeita de ter burlado a exigência de licitação em um contrato de R$ 6.379.495,62 milhões com a cooperativa Coopersade, em abril de 2013. O autor da denúncia aceita pelo juiz Antonio Henrique da Silva é o promotor Tiago Quadros, que aponta que o acordo irregular foi feito como continuidade a um contrato emergencial, cuja vigência havia expirado no dia 4 de abril de 2013. Segundo ele, "os denunciados simularam a realização do processo de dispensa de licitação". Além de Zé Ronaldo, o promotor denunciou também o então subprocurador do Município, Cleudson Santos Almeida, e a secretária de Saúde da cidade Denise Lima Mascarenhas. De acordo com Quadros, ao mesmo tempo em que atuava na prefeitura, Almeida era advogado trabalhista da Coopersade e emitiu um parecer no qual teria distorcido uma norma estadual para driblar exigências da Lei de Licitações. Diante desses fatos, o juiz entendeu que a denúncia obedece os ditames do Código de Processo Penal (CPP) e também transformou Almeida e Denise em réus. (BN)
 
 

Enviado por Da redação - 11.1.2019 | 8h00m
#Feira de Santana
Prefeitura de Feira assina parceria com Banco do Brasil

A Prefeitura de Feira de Santana  e o Banco do Brasil assinaram um Protocolo de Intenções objetivando criar condições e estimular serviços e produtos, a exemplo da cessão de um prédio de propriedade da instituição bancária, na Rua Filinto Bastos. Os termos do acordo prevê a viabilização de um empréstimo estimado em R$30 milhões,  já aprovado pela Câmara Municipal, destinados a inovação, modernização e aquisição de máquinas e equipamentos para a Secretaria de Desenvolvimento Urbano. A frota de veículos da Prefeitura também passará a ter o seu abastecimento de combustível, velocidade e quilometragem controlados  por um serviço oferecido pelo banco, através de um cartão. A gestão da frota, através desta nova logística, pretende propiciar mais economia e eficiência para a administração pública. Tanto a frota de veículos quanto o patrimônio do Município passam a contar com Seguros de Vida do BB. O  Regime de Previdência Municipal também passará a contar com a consultoria financeira e gestão atuarial do Banco do Brasil.   Ao assinar o protocolo com o superintendente estadual do Banco do Brasil, Amauri de Vasconcelos, o   prefeito Colbert Martins Filho ressaltou que a iniciativa possibilitará ainda a cobrança de dívidas ativas, como uma alternativa de recuperação de créditos do Município de forma não judicial.
 
 
 
 

Enviado por Rafael Velame - 9.1.2019 | 0h00m
#Feira de Santana
 
 

Enviado por Da redação - 8.1.2019 | 15h51m
#Feira de Santana
Circuito da Micareta não deve ser alterado e tempo de apresentações será maior

Circuito da Micareta não deve ser alterado e tempo de apresentações será maior
Foto: Abnner Kaique
A Micareta 2019, que acontece de 25 a 28 de abril, foi tema nesta terça-feira, 8, de mais uma reunião do secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges, com um grupo de pessoas envolvidas no evento, responsáveis por uma discussão permanente sobre o assunto nas redes sociais. São representantes de blocos, camarotes e profissionais de imprensa, interessados em contribuir com a organização da maior festa popular do interior da Bahia.  O resultado dos debates será apresentado ao prefeito Colbert Martins Filho, para avaliação. Além de personalidades que atuam na Micareta em diversas áreas, a reunião contou com as presenças do secretário de Comunicação, Valdomiro Silva, e do chefe do Gabinete do Prefeito, Mario Borges.  No encontro de hoje, uma das propostas discutidas foi sobre o circuito, uma vez que na Micareta do ano passado houve reclamação quanto ao tempo de duração da apresentação das atrações na avenida. Chegou-se a conclusão de que, em vez de aumentar o espaço, deverá se ampliar o período das apresentações dos artistas. Tambem foi tratada a questão do tempo de permanência das atrações em frente aos camarotes. Nos últimos anos, os músicos tem exagerado no período em que se apresentam diante desses equipamentos, causando problemas para quem está logo atrás e prejudicando a organização da festa. A proposta é limitar em 15 minutos, com aplicação de multa no cachê a quem descumprir a regra. Iniciativa que fez sucesso nas Micaretas de 2013, 2014 e 2015, as “dobradinhas” devem voltar em 2019. Grandes atrações contratadas pela Prefeitura dividem o trio com artistas locais. Djalma Ferreira, por exemplo, apresentou-se  por duas vezes com a banda Negra Cor. O mesmo ocorreu com  Paulo Bindá e Chiclete com Banana, Maryzélia eDaniela Mercury e Quixabeira da Matinha com Carlinhos Brow.
 
 
 

Enviado por Da redação - 6.1.2019 | 21h18m
#Feira de Santana
Colbert diz que Rui Costa socorre Ceará mas esquece violência em Feira

“Não há dúvida do quadro extremamente grave da segurança pública no Ceará. Mas isto não autoriza o governador Rui Costa a desfalcar a Bahia de dezenas de militares e encaminhá-los para o Estado vizinho, reduzindo ainda mais um contingente que já é insuficiente nas nossas cidades especialmente Feira de Santana”. O comentário foi feito pelo prefeito de Feira, foi Colbert Martins Filho (MDB), a propósito da decisão de Rui de enviar uma tropa da PM baiana para socorrer o Ceará, que vive uma onda de ataques a equipamentos públicos por parte do crime organizado. O gestor da maior cidade baiana lembra os números da violência em Feira, que, segundo ele, de há muito carece de uma ação mais efetiva do Estado no reforço do policiamento. “Observamos que falta vontade política do governador em atender aos apelos da população de Feira, que clama por mais policiais, mas sobra vontade para ajudar um correligionário petista dele (o governador cearense Camilo Santana), embora tropas federais já houvessem sido destacadas para a missão”. Enquanto isso, de acordo com Colbert Martins Filho, de acordo com as estatísticas do conceituado repórter policial Aldo Matos, da Rádio Sociedade de Feira, o município registrou em 2018 nada menos que 368 homicídios, incluindo aí 13 latrocínios (roubo seguido de morte). Foram 28 mulheres entre as vítimas. Além de milhares de assaltos a mão armada, dezenas de estupros e sequestros relâmpagos. Para o prefeito, Rui Costa dá uma demonstração de que está preocupado com Fortaleza e, mais que isto, com o seu correligionário governador do Estado vizinho. “Mas e Feira de Santana, como fica?” questiona. (Política Livre) 
 
 
 

Enviado por Da redação - 26.12.2018 | 16h42m
#Feira de Santana
Troféu Tracajá completa 15 anos

Troféu Tracajá completa 15 anos
Depois de diversas premiações realizadas na cidade, chegou a vez do insubstituível, imutável, intransferível "Troféu Tracajá", que completa 15 anos de realização. O evento acontecerá nesta quinta-feira, dia 27, a partir das 19 horas no Marujos, Bar e Malte, antigo Bar a Resenharia, na Kalilandia. No Troféu Tracajá 2018, segundo a organização, vai ter muita música, exposição de fotografias, lançamento e relançamento de livros e recital poético. "Jornalistas, radialistas, empresários, políticos e gente bonita, não pela indumentária, nem pela plasticidade, mas pelo que realizaram ao logo do ano de 2018 e em anos anteriores pela desenvolvimento de Feira de Santana em suas respectivas áreas estarão presentes no evento", diz Reginaldo Tracajá, criador do prêmio. 
 
 
 

Enviado por Da redação - 23.12.2018 | 9h34m
#Feira de Santana
Repartições municipais funcionam das 7h às 13h, nesta segunda

Através de edição extra do Diário Oficial Eletrônico, o prefeito Colbert Martins Filho decretou alteração no horário de funcionamento das repartições públicas municipais na próxima segunda-feira, 24, véspera de Natal. O expediente será ininterrupto das 07h às 13h. A medida foi adotada levando em consideração as contingências das Festas Natalinas, oportunidades em que se enfatizam os valores cristãos e culturais. O decreto não vale para repartições que funcionam em regime de plantão, como policlinicas, Hospital da Mulher e Municipal da Criança, além das UPAs da Mangabeira e Queimadinha.
 
 

Enviado por Da redação - 20.12.2018 | 20h53m
#Feira de Santana
Prefeitura tem contas aprovadas com ressalvas e José Ronaldo é multado

Ex-prefeito de Feira de Santana e candidato derrotado nas eleições deste ano para o Governo do Estado, José Ronaldo foi multado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) em R$ 3 mil por irregularidades identificadas durante a análise das contas referente ao exercício de 2017. As contas do município chegaram a ser aprovadas, mas com ressalvas. Durante sessão realizada nesta quinta-feira (20), o conselheiro Mário Negromonte, relator do parecer, explicou que o acompanhamento técnico registrou a ausência de remessa ou remessa incorreta de dados e informações da gestão pública pelo sistema SIGA, do TCM. Também houve o encaminhamento fora do prazo de processo licitatório realizado para aquisição de materiais de limpeza e higiene, no valor de R$1.849.388,00; e irregularidades na contratação direta de empresa, por meio de inexigibilidade de licitação, no valor de R$507.982,00. O valor da multa aplicado também corresponde a uma suposta admissão de servidores sem concurso público, em afronta as disposições do artigo 37 da Constituição Federal. Ainda cabe recurso à decisão. Em sua defesa, o gestor alegou que o pessoal foi contratado para “atividades meio, de apoio, de suporte administrativo e manutenção funcional da secretaria requisitante”, e que a “contratação tem caráter provisório, pois programas podem ser extintos, revisados, diminuídos e até mesmo ampliados pelo uso do poder discricionário do executivo”. O município de Feira de Santana apresentou um déficit de R$2.571.731,52, uma vez que a receita arrecadada foi de R$1.097.087.097,48 e a despesa foi realizada no montante de R$1.099.658.829,00. Além disso, os recursos deixados em caixa não foram suficientes para cobrir despesas com restos a pagar, contribuindo para o desequilíbrio fiscal da prefeitura. A despesa total com pessoal alcançou o montante de R$443.223.301,10, que corresponde a 45,70% da receita corrente liquida, cumprindo, portanto, o limite de 54% definido na Lei de Responsabilidade Fiscal. (bahia.ba)
 
 

Enviado por Da redação - 20.12.2018 | 20h48m
#Feira de Santana
Colbert Filho confia que novo governo federal dará mais atenção a Feira

O prefeito Colbert Martins Filho crê que Feira de Santana terá dias melhores com o novo governo, que vai tomar posse no primeiro dia de 2019. Mas para que bons resultados apareçam é necessário que se mantenha o equilíbrio financeiro e esforços administrativos para reduzir custos. Na manhã desta quinta-feira, 20, o prefeito esteva no estúdio da Rádio Subaé AM, onde foi entrevistado no Programa Subaé Notícias, ancorado pelo radialista e jornalista Renato Ribeiro. Ele disse que mantém boas relações com membros do primeiro escalão do futuro governo federal, iniciadas quando foi deputado federal e espera que o estado e Feira de Santana tenham nomes indicados para cargos federais. Falou sobre o empréstimo tomado junto à Caixa Econômica Federal, R$ 100 milhões - e que será integralmente investido na infraestrutura do centro da cidade, da construção do Centro Comercial Popular, que vai oferecer qualidade e comodidade, tanto para os comerciantes de rua como para os clientes. Afirmou que a solução para o CIS (Centro Industrial do Subaé), rebaixado de autarquia para diretoria na estrutura administrativa do estado, é de responsabilidade do titular do Palácio de Ondina. “A força e os argumentos para atrair de novas empresas diminuiu sensivelmente”. O prefeito disse que a extinção do CIS, como autarquia, foi uma “grande falta de respeito para com Feira de Santana, que vai perder muitos empregos”. Reafirmou que não pretende fazer reforma administrativa, mas ajustes que consideram necessários estão sendo feitos. Colbert Filho estava acompanhado pelo secretário de Comunicação, Valdomiro Silva.
 
 

Enviado por Da Redação - 19.12.2018 | 23h15m
#Feira de Santana
Mais da metade do acervo da Biblioteca Arnold Silva já está catalogado

Quase oito mil livros, que correspondem a cerca de 55% do acervo da Biblioteca Municipal Arnold Silva, já foram catalogados por técnicos da instituição. O serviço, que é detalhado, vem sendo feito ao longo dos últimos meses. É o registro do livro, que ganha uma etiqueta na lombada. É a sua identidade. Complexa, a catalogação é essencial para as bibliotecas e grandes acervos porque os deixam organizados e facilita a consulta dos livros pelos usuários. Os livros ganham uma etiqueta onde constam as informações necessárias à sua identificação. São disponibilizados nas prateleiras por números. Os romances ficam no térreo – separados por origem, e os didáticos ficam à disposição dos estudantes no primeiro andar da biblioteca. Quando o serviço for concluído, os gestores saberão quais e quantos são os livros, bem como os seus gêneros, quantos romances ou são didáticos. E o serviço vai continuar sendo feito nos próximos meses, visto que a Biblioteca recebe doações de instituições e de pessoas físicas. Recentemente, a FTC (Faculdade de Tecnologia e Ciências) doou cerca de 500 livros, que passarão pelo processo de catalogação. “Por isso, este serviço é contínuo”, diz a servidora Ana Paula Souza Simas. Pessoas físicas também fazem doações esporadicamente e todos passam pelo mesmo processo. A forma usada para catalogação na Arnold Silva, a CDD (Classificação Decimal de Dewey) foi baixado gratuitamente na internet. É a mais utilizada nas bibliotecas de mais de 150 países. Na etiqueta estão todas as informações necessárias para que o livro seja encontrado sem problemas e rapidez.
 
 

Enviado por Da redação - 18.12.2018 | 23h02m
#Feira de Santana
Investigação MP: Colbert diz que prioridade é manter atendimentos

“A comunidade pode ficar tranquila, pois não haverá interrupção da prestação de serviços, no Programa Saúde da Família”, afirma o prefeito Colbert Martins Filho, em referência às investigações que estão sendo feitas, pelo Ministério Público Estadual, à cooperativa Coofsaúde, licitada pelo Município para atuar como fornecedora de mão de obra especializada nas equipes do PSF. De acordo com o MP, a Coofsaúde, com sede em Feira, mantém contratos celebrados com diversos municípios baianos e com o Governo do Estado. A prioridade, diz o prefeito, é garantir o atendimento às milhares de pessoas que necessitam do PSF. Decisões no âmbito administrativo e jurídico referentes ao contrato da Prefeitura com a cooperativa em questão ainda estão em análise pelos órgãos municipais competentes.  Colbert diz estar “informado e consciente” da importância das investigações. E que a Secretaria de Saúde vai colaborar, no que for possível, para o esclarecimento de todos os fatos. Quanto ao futuro desta cooperativa em seu contrato com o Município, diz ele: “é certo que adotaremos as medidas legais cabíveis, mas precisamos ter a segurança de não haver nenhum prejuízo à população assistida”. O vínculo da Coofsaúde com o Município, para fornecer mão de obra destinada as unidades do PSF em Feira de Santana, vence em março de 2019 – dentro de pouco mais de três meses. A Secretaria de Saúde já vem adotando providências para deflagrar o processo licitatório que resultará na contratação de outra prestadora dos serviços.
 
 

Enviado por Da redação - 15.12.2018 | 21h35m
#Feira de Santana
Maquetes do Centro de Convenções são apresentadas ao prefeito

Maquetes do Centro de Convenções são apresentadas ao prefeito
As maquetes digitais dos novos projetos de construção do Centro de Convenções e do Teatro do Futuro foram apresentadas ao prefeito Colbert Martins, no Paço Municipal Maria Quitéria. Com uma reformulação do projeto original, agora os espaços estão modernizados de acordo com padrões de tecnologia e inovação. A obra, que está orçada em pouco mais de R$ 33 milhões, vai contar com dois prédios adaptados para se complementarem, atendendo também as necessidades da Prefeitura de Feira de Santana, que ficou responsável pelo empreendimento. O Teatro do Futuro vai contar com salas de música e dança, além de uma sala multiuso. A iluminação e a sonorização serão uma das mais modernas do país. O Centro de Convenções, totalmente reprojetado, vai ter um pavilhão aberto para cinco mil pessoas, sala de exposição, ambiente com climatização de alto padrão e uma área toda urbanizada. “A conclusão da obra tem a previsão de 12 meses, a partir de seu início, que depende ainda dos repasses”, destaca o gerente de negócios da PCL, Paulo Eduardo. Ele afirma ainda que essa obra vai possibilitar trazer grandes eventos para a cidade. Para iniciar as obras, segundo o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges, só depende da liberação das verbas destinadas ao convênio. “A primeira parcela, que é referente ao pagamento dos projetos deve ser liberada. O valor é de R$ 370 mil”, informa. A Prefeitura de Feira de Santana assumiu as obras do Centro de Convenções e do Teatro do Futuro em 2018, após as obras serem paralisadas. O valor do convênio foi definido após atualização dos projetos executivo e complementares. Os recursos serão empregados na finalização da parte física do teatro, bem como a compra de equipamentos e a adequação do ambiente interno. Os recursos também serão aplicados na cobertura do espaço destinado ao centro de convenções e a adequação do piso. “Tivemos que atualizar o projeto, que era de 2003, para que as obras possam seguir”, destacou Edson Borges. As parcelas referentes ao repasse é de responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder).
 
 

Enviado por Da Redação - 9.12.2018 | 19h24m
#Feira de Santana
Cantatas de Natal do Coral Maestro Miro abrem as janelas do Paço Municipal

As apresentações dos corais nas sacadas do Paço Municipal Maria Quitéria já se tornaram um dos momentos mais esperados do público que prestigia o Natal Encantado de Feira de Santana. A partir da próxima segunda-feira, 10, o Coral Maestro Miro inicia a programação das Cantatas de Natal. Este ano, a maior companhia de coral da cidade, será formada por 70 componentes - apresentando música, dança e teatro - e trará como tema “Natal nos tempos de Jesus”. Sob a regência da maestrina Céliah Zaiin, o Coral Maestro Miro está presente no Natal Encantado desde a sua primeira edição, em 2013. Na segunda-feira, 10, e na quarta-feira, 12, o Coral Maestro Miro abre as janelas do Paço Municipal às 18h. Na quinta-feira, 13, a apresentação será no palco montado na avenida Getúlio Vargas, a partir das 17h, e também no Paço Municipal, para fechar as janelas. Na sexta-feira, 14, a abertura das janelas também fica por conta do Coral Maestro Miro.  
 
 
 
 


 
 
 

 

 

 

 

 

 

 
2019
Jan |
 
2018
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2017
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2016
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2015
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2014
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2013
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2012
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2011
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2010
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2009
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2008
Dez | Nov |
 
 
 
A Tarde
Abordagem Policial
Acorda Cidade
Agora na Bahia
Agravo
Bahia Já
Bahia Notícias
Bahia.ba
Barbarella Moderna
Bebi Esse
Bicho do Tomba
Blog Daniele Barreto
Blog de Mário Kertész
Blog do Gusmão
Blog do Jair Onofre
Bocão News
Bom dia Feira
Calila Notícias
Carlos Geilson
Central de Polícia
Cláudio Humberto
Congresso em Foco
Correio da Bahia
Correio Feirense
Edson Borges
Eduardo Leite
Em Busca do Sim
Feirenses
Fernando Torres
Folha do Estado
Generación Y
Improbabilidade Infinita
Josias de Souza
Klube do Rafa
Luiz Felipe Pondé
Observatório da Blogosfera
Opinião e Política
Pimenta na Muqueca
Polícia é Viola
Política Livre
Por Escrito
Por Simas
Portal Bk2
Reginaldo Tracajá
Reinaldo Azevedo
Ricardo Noblat
Sala de Notícia
Segurança em Foco
Sid Caricaturas
Tabuleiro da Maria
Terra de Lucas
Tribuna da Bahia
Tribuna Feirense
TV Geral
Valter Vieira
Viva Feira
Vladimir Aras
   
 
 
 
Perfil   Arquivo   Contato   Anuncie   Webmail
Assine o RSS
  Copyright © 2019 Blog do Velame. All rights reserved. by Tacitus Tecnologia  
Página Inicial